A verdadeira historia de amor

Sou uma grande admiradora de historias em Quadrinho, mas algo que me deixa muito frustada é a maneira que a industria do cinema muda as historias. Até certo ponto as mudanças são aceitáveis, mas mudar uma historia de amor tao linda como a do Gambit pela Rogue é muita falta de consideração.
No filme X-MEN mostra que vampira se apaixona pelo Bob (Homem de Gelo) que acaba virando seu namorado, porém por não poder tocar em Bob ela fica com ciúmes de Kitty Pride (Lince Negra), e acaba tomando o soro que torna o gene mutante fraco, fazendo o mutante se transformar em “humano” fazendo a a Rogue perder seus podres. No quadrinho, Rogue tem os poderes permanente da Miss Marvel (voar e super força), Gambit sempre foi um aproveitador, ladrão, mulherengo.

No quadrinho, Gambit procurando redenção de sua vida de ladrão se une com os X-MEN, se apaixonando a primeira vista por Rogue, ninguém confiava em Gabimt principalmente sua amada . Como excelente conquistador, fez com com que Rogue confiasse nele e depois se apaixonasse, principalmente depois da visão do Sr. Sinistro mostrando os dois juntos. com um relacionamento difícil e tecnicamente platônico (já que não podem se tocar) há muitas brigas principalmente pela insegurança de Rogue, Gambit sempre tentava provar seu amor para convencer-la que é ela que ele quer independentemente de não poder toca-la.

Após alguns anos eles começam uma “terapia para casais” guiada pela Emma Frost que criava em suas mentes universos telepáticos onde os dois possam se tocar e ser um casal “normal”. Com o desenrolar da historia os poderes de Gambit evoluem, como o seu poder é controlar energia bio-cinética a evolução acaba criando uma aura de energia bio-cinética ambiente constante ao redor do seu corpo, que neutralizava todos os outros poderes mutantes com o contato físico direto com ele, permitindo que ele tocasse em Rogue fazendo a felicidade de ambos.

Scott Pilgrim

FINALCOVER_SERIOUSLY

Uma série de quadrinhos canadense em preto e branco criada por  Bryan Lee O’Malley originalmente publicada em 6 volumes, o primeiro em 2004 e o ultimo em 2010. No Brasil a série foi publicada em 3 volumes.
Scott Pilgrim Contra o Mundo, como é chamada a HQ aqui no Brasil, conta a história de Scott Pilgrim, um cara de 23 anos com uma vidinha quase perfeita. Ele é baixista em uma banda de rock de garagem, ele tinha um namoro fácil com uma colegial (eles mal se tocaram), amigos idiotas e responsabilidades zero. Tudo isso até ele conhecer Ramona Flowers, uma americana que veio morar no Canadá entregadora da Amazon.ca, que usa rodovias subespacias para entregar seus pacotes. Um delas passa pela cabeça de Scott Pilgrim, e é assim que eles se conhecem, por um sonho de Scott.

sonic

 

Depois que Scott e Ramona se envolvem, ele descobre que vai ter que lutar contra “A Liga dos Sete Ex-malvados do Mal”, ou seja, os 7 ex da Ramona. Scott é surpreendentemente forte e (de acordo com Kim) é o melhor lutador de Toronto. Ele derrota os dois primeiros ex dela facilmente mas a partir do terceiro começa a ter problemas. Ele tem que derrotar todos eles para evitar que Gideon (o 7º ex) roube Ramona, e para que ele possa ficar com ela.
Os quadrinhos dessa série são simplesmente muito fodas, o Bryan é um dos melhores desenhistas dos quais eu já ouvi falar e contando com todos os quadrinho que eu já li, Scott Pilgrim é o mais legal, sério.

scott_pilgrim_vs_the_world_ver2_xlg

 

Em 2010 foi lançado um filme baseado nas graphic novels de O’Malley, estrelando Michael Cera (Scott Pilgrim), Mary Elizabeth Winstead (Ramona Flowers), Alison Pill (Kim Pine),  Kieran Culkin (Wallace Wells), Johnny Simmons (Pequeno Neil), Mark Webber (Stephen Stills) e Ellen Wong (Knives Chau). Além de contar com atores consagrados como Chris Evans (Lucas Lee) e Aubrey Plaza (Julie Powers). O filme é muito bom e muito divertido, e contou a história de um jeito que você nem imagina, vale muito a pena assistir.

scottpilgrim

 

Também foi lançado um jogo baseado nos quadrinhos para PS3, PC e X-Box 360 em 2010. O jogo é no estilo clássico de “bater para passar de fase” e é no layout de jogos do Super Nintendo como Power Rangers, Tartarugas Ninjas e X-Men.